.

.

.

.

Após comentário polêmico, Rachel Sheherazade garante que não sofreu censura no SBT

Jornalista foi alvo de manifestações contrárias

FAMOSIDADES

Ao defender um grupo de vingadores, que supostamente prendeu um jovem criminoso a um poste no Rio de Janeiro e o espancou, durante o “SBT Brasil” da última terça-feira (4), Rachel Sheherazade dividiu opiniões e virou assunto nos principais veículos de notícia do País.
Duramente criticada, até pelo Sindicato dos Jornalistas do Rio de Janeiro, a profissional tem sido alvo de manifestações, que pedem para que Silvio Santos a demita do cargo de âncora do noticiário. No entanto, ela garante que na emissora o clima é tranquilo.
“Aqui não há nenhum censura. Os âncoras têm liberdade total para definir o assunto que querem comentar, e o conteúdo do comentário também não é pré-avaliado, nem censurado, nem pós-avaliado. É um espaço nosso concedido pela emissora”, assegurou ao “Notícias da TV”.
Aliás, sobre boatos de que o dono do canal teria ficado incomodado com o ocorrido, Rachel revelou que ainda não encontrou o ‘patrão’. “Ele, quando me contratou, foi para isso. Para que eu tivesse essa liberdade de falar o que penso.”
Questionada acerca das críticas que recebeu, a jornalista disse que está acostumada. “As pessoas talvez não estejam mais habituadas com o contraditório depois de tantos anos de censura, de mordaça. Então, uma televisão livre e uma jornalista de livre espaço na televisão para opinar realmente causam um constrangimento aos ‘inimigos da democracia’”, avaliou.