.

.

.

.

"Sinto muito por ser um idiota", diz assassino de John Lennon

Mark David Chapman fez a declaração durante seu julgamento

FAMOSIDADES

Mark David Chapman revelou que, mesmo apos 34 anos, ainda recebe mensagens de pessoas magoadas com sua decisão de matar o ex-Beatle John Lennon, em 8 de dezembro de 1980.
Ele comentou sobre o assunto durante uma nova audiência nos Estados Unidos, em que pediu direito a liberdade condicional. De acordo com uma transcrição de um áudio, ele aproveitou para pedir desculpas na ocasião.
"Sinto muito pela dor que causei. Sinto por ser um idiota e escolher o caminho errado para a glória. Muitas pessoas o amavam. Ele era um homem talentoso, e elas ainda sentem a dor. Eu recebo cartas, então essa é uma questão grande. Não é um crime normal", assumiu.
Chapman foi condenado inicialmente a 20 anos de prisão, mas pode ficar na cadeia cumprindo pena perpétua. Ele tem direito a pedir, a cada dois anos, o direito a liberdade condicional, o que acaba de ser negado, pela oitava vez.
De acordo com a Justiça norte-americana, a liberação do assassino seria "incompatível com o bem estar da sociedade, depreciaria a natureza séria do crime e diminuiria o respeito pela lei".

fonte: http://entretenimento.br.msn.com/