.

.

.

.

Por ação trabalhista, Paulo Ricardo pode ter bens penhorados pela Justiça

O cantor Paulo Ricardo está sendo processado pelo guitarrista Paulo Alves Santos Filho, que alega ter trabalhado para o cantor entre 2003 e 2005, cumprindo jornadas diárias de doze horas, sem direito a pausa para almoço. Além disso, também não teria recebido férias ou 13º salário.
A ação trabalhista é movida desde 2010 e acabou em uma sentença indenizatória no valor de R$ 400 mil. "Agora, peço na Justiça a penhora dos bens em dinheiro de Paulo Ricardo. O objetivo é que honre o que deve ao meu cliente", afirmou o advogado do músico, Domingos Zainaghi, à revista "Veja".
E não para por aí. Outros dois músicos fizeram um pedido similar contra o ex-RPM. "Nesses dois casos, ainda cabem recursos. Mas, na situação de Santos Filho, o valor da indenização não tem como diminuir", detalhou o representante.
FAMOSIDADES
De férias nos Estados Unidos, Paulo Ricardo informou por meio de nota que "a propagação da informação quanto ao andamento do caso trabalhista não levará a qualquer composição, ou acordo antecipado".
"Quaisquer danos causados por causa dessa divulgação em série serão objeto de possível reparação; diante da estranheza dos fatos que compõem a ação e dessa inusitada forma de repercutir a causa, contrataram-se os advogados Luiz Antônio de Moraes e Antonio Sergio de Moraes Pitombo para tomarem as medidas judiciais que se fizeram necessárias", completou.
fonte: http://www.msn.com/pt-br/entretenimento/