.

.

.

.

Record paga R$ 82 mil a William Waack após acusá-lo de ser espião da CIA



A Rede Record foi condenada pela Justiça de São Paulo a pagar uma indenização de pouco mais de R$ 82 mil a William Waack, após ter acusado o jornalista da Globo de ser um agente da CIA

FAMOSIDADESEm 2011, a emissora de Edir Macedo publicou em seu portal uma notícia falsa, apontando o apresentador do “Jornal da Globo” como agente da Central de Inteligência dos Estados Unidos e  espião do governo norte-americano.
Na época, o âncora alegou ter sofrido "dissabores" por conta das alegações.
O canal da Barra Funda já havia sido condenado a indenizar Waack em novembro de 2012, porém, recorreu da decisão. O TJ-SP, no entanto, confirmou a sentença original em fevereiro e atualizou o valor da indenização. 
O pagamento do valor, aliás, foi registrado no último dia 4 pelo sistema de acompanhamento processual do Tribunal de Justiça, mas o apresentador ainda não recebeu o dinheiro, segundo o “Notícias da TV”.
Entenda o caso: Em 27 de outubro de 2011, o portal de notícias da Record publicou a notícia "Wikileaks aponta William Waack como informante do governo dos EUA". O texto, que hoje não está mais disponível no portal, era baseado no blog ‘Brasil que Vai”, de Luiz Alberto Cezar. 
O economista teria, supostamente, firmado as alegações em documentos da organização Wikileaks, insinuando que Waack "estaria sob o comando do governo norte-americano para sustentar posições na mídia brasileira afinadas com as grandes linhas da política externa americana". 

fonte: www.msn.com